Helio Mattar

Pres. Instituto AKATU

Helio Mattar é formado em Engenharia da Produção pela Escola Politécnica da USP e obteve os títulos de Mestre, como Fulbright scholar, e Ph.D., bolsista da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), ambos títulos em Engenharia Industrial pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Atuou como executivo durante 22 anos em empresas nacionais e multinacionais, assim como em seus próprios negócios (rede America de restaurantes). Em sua última posição executiva, foi presidente da GE Appliances Brasil. Foi secretário de Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Foi um dos fundadores do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, do qual é hoje associado curador. É membro de diversos conselhos e comitês de empresas e organizações sociais, entre eles o Sustainability External Advisory Council da Dow Chemical global, o Comitê de Desenvolvimento Sustentável do Grupo Pão de Açúcar, o Panel of Critical Friends da L’Oréal global e o Comitê Socioambiental da Química Amparo. É membro do Multistakeholder Advisory Council de dois programas da United Nations Environmental Program (UM - Environment ): o Programa de Informação ao Consumidor sobre Produção e Consumo Sustentáveis (CI-SCP ) e o Programa de Estilos Sustentáveis de Vida e Educação (SLEP), ambos ligados ao 10 Year Framework of Programmes on Sustainable Production and Consumption (10YFP-SCP ). É membro do Conselho de Administração da Fundação Osesp e do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta. Foi durante cinco anos membro do Conselho de Consumo Sustentável do Fórum Econômico Mundial. Foi idealizador, um dos fundadores e é, atualmente, diretor presidente do Instituto Akatu.

Você encontra Helio Mattar nas seguintes atividades:

ECONOMIA CIRCULAR: o lixo que não é lixo

Helio Mattar

Impact Hub
Como funciona o mundo em que as empresas são responsáveis pelo que produzem e em que os consumidores são responsáveis pelo que consomem – desde antes da produção até depois do descarte do produto? Bem-vindo à era em que “lixo” é um conceito que não existe mais.